Coworking: um dos pilares para o futuro do trabalho

De acordo com um estudo da universidade de Harvard, sobre a maneira que os funcionários se desenvolvem, 6 a cada 7 pessoas, que trabalham em espaços de Coworking, prosperam. Isso representa pelo menos um ponto a mais do que a média para trabalhadores de escritórios comuns. A Harvard Business Review, então, entrevistou diversos gestores de coworking mundo afora buscando a razão dessa eficácia, e chegou a três fatos principais que a New Working explica para você:

O primeiro é que, as pessoas que trabalham em coworkings, sejam eles freelancers ou empreendedores, veem o significado no seu trabalho, o que implica na preocupação em dar o seu melhor de diferentes maneiras. Estar em contato com profissionais de diferentes áreas diversas também as motiva, uma vez que o ambiente não possui uma competição direta, e acaba acentuando a identidade de cada um. Além disso, a proatividade e conexão são incentivadas, uma vez que a variedade de coworkers demonstra que eles têm habilidades únicas, e que possuem seu próprio valor em uma comunidade.

Essa comunidade proporciona um maior suporte, por conta de sua estrutura, o que nos leva ao segundo fato: o maior controle sobre o próprio trabalho. A liberdade de escolher o horário mais produtivo e o lugar mais cômodo, por exemplo, de acordo com as suas preferências pessoais, acentua a autonomia e disciplina, e não é atoa que quem mais prospera é quem mais tem autonomia para ser verdadeiro no trabalho.

O terceiro fato tem relação com o sentimento de pertencimento. Cada Coworking possui a sua própria energia, e nós da New Working fazemos questão de cultivar a melhor delas no nosso espaço, tornando conexões possíveis e reais, para fortalecer laços que vão além das reuniões no ambiente de trabalho. Espaços de coworking são o ambiente perfeito para se inspirar e interligar áreas e pessoas que, à primeira vista, são diferentes, mas podem funcionar muito melhor juntas.

Por: New Working